sexta-feira, 20 de abril de 2012

I don't want to learn what I'll need to forget. 

Segundo lugar

Aquela menina sabia o quão triste é ser o segundo lugar porque ela sempre era o segundo lugar, e ser o segundo é ser de qualidade inferior, de menor relevância,  alguém que quase chegou lá. 
Ela sempre fazia tudo "certo", pensava que se agradasse iria se fazer notar, mas nos escambos sentimentais só ganhou despedaços, sempre perdia no final e nunca atuou como a principal...
Até que o dia libertador chegou, ela não fazia ideia disso quando acordou e ainda não sabe se foi por astúcia ou acaso, mas depois de quase todos os enganos ela cansou de ser pisoteada por comparações, explodiu e deixou que tudo explodisse também, finalmente ela percebeu que quem precisava se colocar em primeiro lugar era ela mesma, assim, seus passos tinham - enfim! – a liberdade de traçar seus próprios caminhos.

Luana de Sousa
Mário Quintana 

sábado, 14 de abril de 2012

Sim, eu sou assim

Eu sou feita de sonhos e esperança
Eu sou boba, 
sou romântica


Embora as vezes meu coração
se quebrado tão violentamente
Minha fé em contos de fadas é importuna 


Eu sei, é sempre assim, 
me exponho, me entrego 
E de repente me machuco, me quebro
Mas esse é o climax da história, não?


As vezes penso que não passo de uma
sonhadora ingênua e sem graça
E que minha dor não passa 
E que amor eterno é uma utopia
E o príncipe encantado só existe em devaneios

Embora hoje as minhas feridas estejam a mostra
e as minhas fraquezas todas expostas
Sei que não tardarei em olhar pra trás,
Deus é fiel, sei que Ele vai tornará capaz


Então verei apenas cicatrizes, 
E um passado que já passou
E estarei mais forte
E o tempo já terá desvanecido minha dor



Luana de Sousa