domingo, 19 de fevereiro de 2012

Sonhar

Uma vez, Fernando Pessoa disse que de sonhar ninguém se cansa, porque sonhar é esquecer, e esquecer não pesa. 
Uma vez eu sonhei que te esquecia, porque eu só queria não lembrar que você ainda vaga pelas minhas lembranças.
Eu queria não lembrar daqueles momentos, aqueles, em que eu entreguei o meu coração à alguém que hoje eu nem conheço mais.
Queria desculpar-me por te-lo beijado com os olhos apertados.
Queria não lembrar do estrago nem da dor, eu só queria achar um jeito de remendar o que foi rasgado.
Queria esquecer de tanto olhar para trás, de tanto chamar quem não me escuta mais, deixar de fingir não me importar e no fundo torcer para te ver passar.
Mas, isso é só um sonho, não é? E sonhos como este não vogam nessa realidade, então, eu os substituo pelo que de veras acontece, só assim a vida segue.

Luana de Sousa

Nenhum comentário:

Postar um comentário